Culinária

Sítio Trindade recebe 16ª Exposição Culinária Afro-brasileira no Ciclo Junino nesta terça (18)

O evento gratuito contará com mais de 6.000 itens para degustação

Sítio Trindade recebe 16ª Exposição Culinária Afro-brasileira no Ciclo Junino nesta terça (18)Sítio Trindade recebe 16ª Exposição Culinária Afro-brasileira no Ciclo Junino nesta terça (18) - Foto: Marcos Pastich/PCR

Leia também

• Peça homenageando Luiz Gonzaga é atração do Teatro de Santa Isabel neste São João

• São João do Recife 2024: Sítio Trindade recebe finais do Concurso de Quadrilhas Juninas

• São João do Recife 2024: público lota Sítio Trindade para competição de quadrilhas; veja imagens

O Sítio Trindade recebe, na noite desta terça (18), das 18h às 23h, a 16ª Exposição Culinária Afro-brasileira no Ciclo Junino.

Além de 6.000 itens para degustação nesta edição, as pessoas que estiverem no local poderão apreciar, de graça, apresentações culturais, cânticos, danças e muita comida afro-brasileira.

Sítio Trindade recebe 16ª Exposição Culinária Afro-brasileira no Ciclo Junino nesta terça (18). Foto: Marcos Pastich/PCR.

A proposta é levar a comida de terreiro para o conhecimento de todos, pois a mostra mobiliza expositores da Região Metropolitana do Recife e mestras e mestres da culinária tradicional de terreiro e do ciclo junino. 

A 16ª Exposição Culinária Afro-brasileira no Ciclo Junino também tem o objetivo de contar um pouco da história de Xangô.

“Xangô é o senhor da justiça, dos trovões e das pedreiras, seu elemento é o fogo e as cores da indumentária são vermelho, branco e marrom. A comida de santo é um alimento produzido de forma ritualística nos terreiros das religiões de matriz afro-brasileira. Quem cozinha é a Yabasse e são conhecidas como comidas de Axé”, explicou a pesquisadora Carmem Lélis, da Prefeitura do Recife. 

Exposição acontece das 18h às 23h. Foto: Marcos Pastich/PCR.

Com apoio da Prefeitura do Recife, a 16ª Exposição Culinária Afro-brasileira no Ciclo Junino é coordenada pela sacerdotisa e produtora Cultural Mãe Elza de Yemojá, tendo como responsável litúrgico o terreiro Ilé Àse Egbé Awo. O evento vai contar com 10 expositores e 36 músicos. 

São João e Xangô
Os festejos juninos remetem a rituais pagãos da Europa pré-cristã e tinham relação com o fogo e a fertilidade. Mais tarde, o dia 24 de junho passou a ser significativo para os católicos, pois é quando se comemora o nascimento de São João Batista, o santo que batizou Jesus Cristo.

Depois, a data também passou a ser muito importante para as religiões afro-brasileiras, já que é dedicada a Xangô, o orixá da justiça. Tanto São João quanto Xangô são homenageados através de um símbolo tradicional das festas juninas: a fogueira.

Confira a programação:
18h - Celebração aos ancestrais Àdúrà (reza) e início do Sirè-Orin Òrìsà, Vodun, Nkise (cânticos) à Divindade ÈSÚ

19h - Início da degustação - Continuação do Sirè (cânticos) - Grande Roda

20h - Entrega da Comenda “Gente que realiza”

20h30 - Celebração à Divindade SÀNGÓ - Todos dançam e cantam celebrando o Elemento Sagrado do Rei – Fogo

21h - Entrega do Prêmio - ÌYÁBÀSÉ 2024

22h - Término do Sirè

23h - Apresentação Cultural - Encerramento 


Serviço:
Evento: 16ª Exposição Culinária Afro-brasileira no Ciclo Junino

Local: Sítio Trindade

Data: Terça-feira (18 de junho)

Horário: 18h às 23h

Entrada Franca

 

Veja também

Homem morto em atentado contra Donald Trump é identificado, diz governador da Pensilvânia
ataque a tiros

Homem morto em atentado contra Donald Trump é identificado, diz governador da Pensilvânia

Serviço Secreto dos EUA nega acusações de que teria recusado proteção adicional para Donald Trump
comício na Pensilvânia

Serviço Secreto dos EUA nega acusações de que teria recusado proteção adicional para Donald Trump

Newsletter