Famosos

Menudo: de pastor a comentarista de finanças, veja como estão hoje os integrantes do grupo

Grupo passou por um rodízio de integrantes desde que foi criado em 1977

Menudo Menudo  - Foto: Reprodução

A morte do ex-Menudo Adrián Olivares fez muita gente se perguntar o que aconteceu com os outros integrantes do grupo, que entre 1977 e 2009 vendeu milhões de discos em todo o mundo.

Olivares, que integrou o grupo nos anos 1990, morreu na última segunda-feira (8) em consequência da Doença de Crohn.

Assim como o cantor mexicano, mais de 40 jovens passaram pelo Menudo, uma das boybands de maior sucesso da história, criada pelo produtor Edgardo Díaz em 1977.
 



A vida pós-Menudo, no entanto, foi diferente pra cada um deles: alguns seguiram no ramo artístico, outros fugiram dos holofotes.

Menudo — Foto: Reprodução



De apresentador de TV a escritor de best-seller, veja como estão alguns dos principais ex-integrantes da banda:

Nefty Sallaberry
Iniciou o grupo em 1976 ao lado do irmão, Fernando Sallaberry, e dos irmãos Carlos, Oscar e Ricky Melendez. Largou a carreira três anos depois, quando resolveu estudar Ciência da Computação em uma universidade dos Estados Unidos. Hoje tem 58 anos e mora em Porto Rico, seu país natal.

 

Ricky Melendez
Foi o membro da formação original que mais tempo ficou no grupo, permanecendo até 1984, quando foi substituído por Ricky Martin. Chegou a realizar turnês comemorativas com outros integrantes até 2013. Atualmente, é casado, tem dois filhos e também mora em Porto Rico.
 

Ricky Melendez Ricky Melendez — Foto: Reprodução

Johnny Lozada
Integrante do Menudo de 1980 a 1984, Lozada chegou a formar outra boyband com Rene Farrait e Xavier Serbia (também ex-Menudos), o Proyecto M. Após o fim da empreitada, seguiu na carreira de ator, tendo trabalhado em algumas novelas e séries mexicanas, como "Cúmplice de um resgate". Desde 2012, é um dos apresentadores do programa de variedades "Despierta America".
 

Johnny Lozada Johnny Lozada — Foto: Reprodução

Xavier Serbiá
Ficou três anos no Menudo, de 1980 a 1983, e depois seguiu em carreira solo até dar uma guinada profissional: se tornou escritor e respeitado comentarista financeiro. É apresentador do programa "CNN Dinheiro" e autor do best-seller "La riqueza en cuatro pisos", um guia para conquistar a independência financeira publicado em 2008. Tem 53 anos.

 

Xavier Serbiá Xavier Serbiá — Foto: Reprodução

Charlie Massó
Fez relativo sucesso em carreira solo após deixar o Menudo em 1987, cinco anos após seu ingresso no grupo. Segue se apresentando hoje em dia, aos 53 anos. Tem quatro discos gravados e sua música "Te me vas" foi hit no começo dos anos 1990. Participou de alguns projetos na TV mexicana como ator e mantém um relacionamento com a atriz e apresentadora Marisa Baigés.

 

Charlie Massó Charlie Massó — Foto: Reprodução

Ray Reyes
Morreu de infarto em 2021, aos 51 anos, em Toa Baja, Porto Rico. Depois do Menudo, onde ficou de 1983 a 1985, gravou dois discos em carreira solo, um cantado em português, inclusive, por conta da sua ligação com o Brasil, onde se estabeleceu por um tempo. Participou de várias turnês comemorativas do grupo, incluindo uma recente, a "Súbete a Mi Moto Tour", que foi interrompida por conta da pandemia.

 

Ray Reyes Ray Reyes — Foto: Reprodução

Roy Rosseló
Segue na carreira musical aos 52 anos, se apresentando em pequenos eventos. Foi casado com a gaúcha Patricia Avila, ex-miss Rio Grande do Sul, com quem morou e teve uma lanchonete em Porto Alegre. Participou do reality show "A fazenda", da Record, em 2014, sendo o terceiro eliminado daquela edição. Hoje, vive em João Pessoa e se define como um "missionário religioso", membro da igreja evangélica Assembleia de Deus.

 

Roy Rosseló Roy Rosseló — Foto: Reprodução

Em 2023, Roy tornou público que foi abusado sexualmente na adolescência pelo executivo musical Jose Menendez. Nos anos 1990, Menendez foi assassinado ao lado da mulher, em casa, em Beverly Hills, pelos dois filhos. No documnetáio "Menudo: boys betrayed", Roy descreve um dos encontros com Menendez e também relata outros casos de abuso sexual que, segundo ele, foram provocados por um dos ex-empresários do Menudo, no período em que ele cantava como parte do grupo.

Draco Rosa
Gravou 16 discos em carreira solo depois de deixar o Menudo em 1987, emplacando alguns sucessos como "Notícias de você", "Chuva fina" e "Hello". Morou no Brasil e era figurinha carimbada em programas de auditório nos anos 1990. Se firmou como compositor e produtor, tendo colaborado muitas vezes com Ricky Martin, seu colega na época da boy band. É coautor, por exemplo, de "Livin' la vida loca", meg hit de Martin, entre outros sucessos, e também já compôs para Julio Iglesias. Enfrentou um câncer em 2010. Recentemente, gravou um disco de temas espirituais chamado "Sound healing".

 

Draco Rosa Draco Rosa — Foto: Reprodução

Ricky Martin
É o ex-Menudo que alcançou maior êxito profissional em carreira solo, se tornando uma das referências da música latina nos Estados Unidos. Tem dez discos gravados, o último é de 2015, "A quien quiera escuchar", e já vendeu cerca de 70 milhões de cópias durante sua trajetória. De 2013 a 2015, integrou a bancada de jurados da versão australiana do programa "The Voice" e, no ano passado, iniciou uma turnê mundial ao lado de Henrique Iglesias. Casou em 2018 com o pintor sírio naturalizado sueco Jwan Yosef, com quem tem quatro filhos. O casal anunciou o divórcio em 2023.

 

Ricky Martin Ricky Martin — Foto: Reprodução e Ronaldo Schemidt / AFP

Veja também

Anitta rebola ao lado de MC Daniel, que vive affair com empresária, e ele reage
Anitta

Anitta rebola ao lado de MC Daniel, que vive affair com empresária, e ele reage

Astro de "O Senhor dos Anéis", Viggo Mortensen mostra desinteresse por franquias hollywoodianas
Filmes

Astro de "O Senhor dos Anéis", Viggo Mortensen mostra desinteresse por franquias hollywoodianas

Newsletter