AVIAÇÃO

Avião da Latam com destino a Guarulhos bate cauda em decolagem e precisa retornar a Milão

De acordo com a companhia, o desembarque ocorreu em segurança e sem intercorrências e o voo foi cancelado

Passageiros estão sendo realocados em voos próprios da Latam e de outras companhiasPassageiros estão sendo realocados em voos próprios da Latam e de outras companhias - Foto: Reprodução

Um avião da companhia aérea Latam Airlines com destino ao Brasil precisou retornar ao aeroporto de origem, na Itália, após sua cauda se chocar com a pista durante a decolagem nesta terça-feira, 9.

De acordo com a companhia, o desembarque ocorreu em segurança e sem intercorrências e o voo foi cancelado. Os passageiros estão sendo realocados em voos próprios da Latam e de outras companhias. Ninguém se feriu.

O Boeing 777-300, que realizava o voo LA8073, de Milão, na Itália, a Guarulhos, na Grande São Paulo, decolou às 8h07 (horário de Brasília) desta terça e pousou novamente em Milão, no aeroporto de Malpensa, às 9h37, conforme o site de monitoramento de voos FlightAware.

 

Durante a uma hora e trinta minutos que permaneceu voando, o avião realizou movimentos circulares, mostra o radar FlightAware A medida é comum em casos de tailstrike - termo técnico para quando a parte traseira da aeronave bate na pista durante a decolagem, por erro no cálculo de ângulo para a subida.

Como o avião decola pesado, por estar cheio de combustível, é necessário gastá-lo antes de fazer o pouso de emergência. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) chama esse processo de alijamento. "Operação efetuada por motivo de segurança, em que uma aeronave em voo desfaz-se de parte de seu combustível, equipamento, munição ou carga", diz a agência.

A Latam Airlines afirmou, em nota, que "toda a assistência necessária está sendo oferecida aos passageiros". Disse, também, que "lamenta os transtornos causados aos passageiros e reforça que todas as suas decisões visam garantir a segurança de todos".
 

Veja também

Mega-Sena 2.748: prêmio acumula pela terceira vez e chega a R$ 21 milhões
loteria

Mega-Sena 2.748: prêmio acumula pela terceira vez e chega a R$ 21 milhões

Lei que padroniza índices de correção e juros ainda gera dúvidas a especialistas
padrão

Lei que padroniza índices de correção e juros ainda gera dúvidas a especialistas

Newsletter