crítica

Elba critica invasão de ritmos de fora do Nordeste no São João: "Cada macaco no seu galho"

Artista paraibana questionou a invasão de ritmos na tradição junina

Elba Ramalho, cantora e compositora, está entre as atrações do São João do RecifeElba Ramalho, cantora e compositora, está entre as atrações do São João do Recife - Foto: Reprodução

A cantora paraibana Elba Ramalho, principal atração da abertura do São João Multicultural de João Pessoa, nessa quinta-feira (20), criticou a invasão de outros ritmos na tradição junina.

“Cada coisa na sua coisa, cada macaco no seu galho, cada dia no seu dia. Mas assume logo que não é São João, que é um festival”, comentou a paraibana.

A cantora ponderou que há espaço para outros estilos musicais no São João, mas o Nordeste deveria ser colocado como prioridade.

"Quando o Sul está seduzido por nossa música. Você precisa ir para São Paulo para assistir as bandas de forró, trios nordestino. E aqui no Nordeste isso acabou, quando o mundo se abre. Em Paris, no Japão, todo mundo dançando forró”, opinou.

“Aqui agente tá colocando Alok, que eu amo. Mas, cada coisa na sua coisa, cada macaco no seu galho”, disparou a artista que preferiu não polemizar nem rivalizar em relação a outros artistas, durante a coletiva de imprensa. 

“Porque acho que no céu nenhuma estrela atropela a outra, só que acho que quando você tá totalmente seduzido pela nossa música, que é verdade, você precisa ir pra São Paulo assistir Rastapé, Bicho de Pé, Falamansa, as bandas de forró, os trios nordestinos que ganham muito dinheiro em São Paulo”.

 

Veja também

Exposição imersiva "Michelangelo: O Mestre da Capela Sistina" chega ao Recife
MICHELANGELO

Exposição imersiva "Michelangelo: O Mestre da Capela Sistina" chega ao Recife

Angelina Jolie pede divulgação de comunicações sobre voo em que relatou agressão de Brad Pitt
famosos

Angelina Jolie pede divulgação de comunicações sobre voo em que relatou agressão de Brad Pitt

Newsletter