Futebol

Inspirado por Grafite e dono da camisa 23: conheça Vinícius, artilheiro do Santa Cruz no PE Sub-20

O atacante, de 18 anos, marcou sete dos 20 gols do Tricolor na competição

Vinícius Oliveira, atacante do Santa CruzVinícius Oliveira, atacante do Santa Cruz - Foto: Evelyn Victória/SCFC

Com foco total nas categorias de base nesta temporada, o Santa Cruz vem fazendo uma campanha brilhante no Campeonato Pernambucano Sub-20.

Após vencer o Santa Fé por 3x0, no Arruda, no último domingo (2), o Tricolor se classificou para a segunda fase do campeonato com uma rodada de antecedência. 

Na vice-liderança do Grupo A do Estadual, com 17 pontos, o Santa avançou de fase estando invicto. São cinco vitórias e dois empates nos sete jogos, com 20 gols marcados e apenas quatro gols sofridos. 

Um dos destaques do elenco, o atacante Vinícius Oliveira, de 18 anos, marcou sete dos 20 gols da equipe pernambucana no campeonato. 

Vestindo a histórica camisa 23, utilizada por Grafite nas temporadas de 2015/16, quando o clube conquistou o acesso à Série A e o título inédito da Copa do Nordeste, Vinícius se inspira no ídolo coral para manter a fama de goleador. 

“A [camisa] 23, eu sei o peso que ela tem. O meu treinador pediu para eu usar ela, ele sabe da minha qualidade e tem uma confiança enorme em mim. Estou fazendo de tudo para poder retribuir dentro de campo e honrar essa camisa tão histórica”, iniciou o jogador, em entrevista à Folha de Pernambuco.

Vinícius veste a camisa 23 no Santa CruzVinícius veste a camisa 23 no Santa Cruz. Foto: Evelyn Victória/SCFC

“O Grafite é um cara que ficou marcado na história. Era goleador, então me inspiro muito nele”, completou. 

Natural do Rio de Janeiro, Vinícius iniciou sua carreira aos nove anos de idade no futsal. Aos 13, fez a transição para o campo. De origem humilde, o atacante contava com ajuda dos empresários para financiar os custos dos treinamentos no início da jornada.

“Meus empresários sempre me ajudaram na questão financeira. Eu ia para os treinos lá [no Rio] de ônibus, de trem. Minha família sempre fez o possível para me ajudar. Procuro retribuir tudo que eles fazem por mim. Tenho certeza que vou dar uma vida melhor para eles”, pontuou.

Nas categorias de base, o atleta passou pelo Bangu e pelo Audax, no Rio de Janeiro, e também no Paraná. O atacante chegou ao clube pernambucano em agosto do ano passado, após o término do Campeonato Carioca. 

“Estava no Audax e meu empresário me ligou, falou que tinha oportunidade aqui no Santa Cruz para fazer avaliação. Fiquei aqui duas semanas; a comissão gostou de mim e fui aprovado. Eu me adaptei muito rápido aqui [no Recife], é uma cidade muito boa”, contou Vinícius, que também falou sobre o que motivou a sua vinda para a Cobra Coral.

“Sempre escutei as pessoas falarem do Santa Cruz, sempre acompanhei desde pequeno. Santa Cruz é um time muito grande que não deveria estar nessa situação que está hoje. Mas vou fazer o possível para tentar levantar o clube", completou.

Atacante Vinícius no elenco do ParanáAtacante Vinícius no Paraná. Foto: Arquivo pessoal

Em alta na equipe, a jovem promessa destacou o bom relacionamento com o treinador Edy Lima e com os atletas do elenco como ponto crucial para a boa campanha do clube no Pernambucano

“A relação é das melhores possíveis. Cheguei aqui ano passado, parte do elenco estava no sub-17 e eu cheguei no sub-20. Mas a gente sempre trocava aquela resenha quando tinha amistoso entre os elencos, e hoje estamos na mesma categoria. O Edy Lima vem passando muita confiança para mim, tenho que agradecer ele por esse momento que estou vivendo, ele tem muita importância”, destacou o atleta. 

A base do Santa Cruz tem sido motivo de expectativa para a torcida tricolor. Vivendo um bom momento, a esperança é que, desse elenco, saiam os atletas profissionais que irão disputar os campeonatos na temporada de 2025. 

Jogadores do Santa Cruz comemoram após vitória contra o Sete de SetembroJogadores do Santa Cruz comemoram vitória sobre o Sete de Setembro, pelo Campeonato Pernambucano Sub-20. Foto: Evelyn Victória/SCFC

À Folha, o artilheiro revelou o desejo de continuar na equipe pernambucana para levar o Tricolor de volta ao cenário nacional. 

"Meu maior objetivo no Santa Cruz é poder chegar no profissional e conseguir levar o clube para onde ele nunca deveria ter saído. Tenho certeza que a diretoria vem olhando com carinho para a gente da base, e eles vão fazer o melhor possível para nós ajudarmos o Santa Cruz da melhor forma”, pontuou o jogador.

Sem ganhar o título do Pernambucano Sub-20 desde 2003, o Santa Cruz tem esperanças de reverter o cenário este ano, com o bom desempenho realizado na primeira fase. Para Vinícius, o hiato sem conquistas do Tricolor é mais uma motivação para levantar o troféu este ano.

“Sabemos o peso que é conquistar esse título do Pernambucano. Ano passado batemos na trave, já são 21 anos sem ganhar. A gente vem tocando na tecla no dia a dia, no quão importante é esse campeonato para nós. Estamos trabalhando duro. É uma motivação a mais para a gente conseguir esse título e entrar na história do clube”, finalizou o atleta.

Em campo, o próximo compromisso do Santa Cruz será neste sábado (8), às 15h, contra o Porto, no CT Ninho do Gavião. 

Veja também

Revelado ao futebol pelo Santos, ídolo japonês assina com novo clube aos 57 anos
FUTEBOL

Revelado ao futebol pelo Santos, ídolo japonês assina com novo clube aos 57 anos

Keylor Navas é acusado de trabalho análogo à escravidão, diz jornal francês
ACUSAÇÃO

Keylor Navas é acusado de trabalho análogo à escravidão, diz jornal francês

Newsletter